terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Fim de férias



As férias estão acabando. E sinto muito, pois adoro ficar em casa e com minha família. Depois é um corre-corre danado.Para o leitor que ainda não me conhece, sou professora de escola pública do Estado de São Paulo e....em final de carreira, isso é, cansada do sistema educacional, cansada de trabalhar em três períodos, de ficar onze, doze horas dentro da escola, muitas vezes sem almoçar ou jantar, de lutar, fazer greve para mudar alguma coisa, e nada acontecer, só piorar. E a culpa é somente nossa: dos professores. Estou cansada também de alunos que não querem nada!!! Ninguém culpa o sistema de aprovação automática, que promove alunos analfabetos. Mesmo porque para a política brasileira , o que importa são os números de alunos aprovados, assim, o governo pode emprestar dinheiro e negociar com o BIRD. Mas o que fazer? Esclarecer a comunidade? Mas quem disse que esses alunos nos dão ouvidos? Somos uma classe de mudos, ninguém nos ouve.Enfim, deixar o barco? Eu não! Fácil dizer isso quando se está de fora. Dediquei toda a minha mocidade a educação. Acreditei, fui até o fundo. Ainda não perdi o ideal, ainda cumpro com meus deveres (e sempre cumprirei), mas cansei de acreditar. Nenhum político nesse país quer eleitor esclarecido, pois correm o risco de não conseguirem nenhum voto. Vivemos um governo paternalista, populista, que oferece uma mísera ajuda imediata aos mais necessitados. IMEDIATA somente. Dá o peixe mas não ensina a pescar, forma uma sociedade inerte, acomodada.
Mas estou aqui para falar de coisas boas, rs, então, vou escrever sobre nosso passeio na Chácara São Pedro.
Passamos alguns dias por lá, cunhado, irmãs, sobrinhos, mãe,filhos e eu.
Amo o campo mais que qualquer outro habitat, sou caipira mesmo, gosto de cozinhar a lenha, gosto do cheiro da fumaça, do café quentinho, bolinho de chuva, queijo e bolo de fubá, mandioca com manteiga e milho verde no café, de cheiro de terra molhada, da montanha, de banho de rio,de chão de terra, de comida simples e cheirosa, verdura fresquinha tirada na hora, de servir com fartura, de tomar chuva, de dormir ouvindo os grilos e o rolar das águas do rio que passa nos fundos, acordar ouvindo os galos. Ali nas imediações da Chácara São Pedro é assim, tem galos por toda parte, onde um canta e outros respondem. Gosto do povo da roça, povo simples e sábio, que sabe viver.
A Chácara São Pedro fica no Bairro da Pedrinhas, indo para o Taquaral, outro lugar maravilhoso na zona rural de Guaratinguetá, no meu querido Vale do Paraíba, mas isso é outra história.
Assim foram nossos felizes dias na Chácara São Pedro.
(minha autoria)



















2 comentários:

Anônimo disse...

Sempre bom estar em contato com a natureza.
Mare

Mer disse...

Que fotos lindas....
Você ter pasado dias encantadores , Lê....