sábado, 28 de fevereiro de 2009

Menino de Rua


Menino de rua,
menino sozinho.
Menino franzino.
Cheira cola.
Sem banho, sem mãe, sem casa.
Sem escola.
Sem carinho.
Menino de rua,
Pede:
- me dá?
Bate carteira.
Dorme na praça.
Contempla o céu estrelado.
Passa frio.
Menino de rua,
crê em Deus?
Crê!
No deus êxtase...
Sonha?
Sonha sim:
Com cama limpinha,
beijo de mãe,
café quentinho, pão com manteiga,
uma professora bonita.
Menino de rua...
que foi que o mundo fez com você?
(De minha autoria)

Um comentário:

zé do matto disse...

Que bonito... Vou formatar qualquer dia em script...